Sobre o Património Fundação EDP

O Catálogo das Coleções Patrimoniais da Fundação EDP, reflete o Património Documental, as Coleções do Património Energético e a Coleção de Arte.

As Coleções do Património Documental e do Património Energético são especializadas no sector energético nacional, designadamente o setor elétrico, que remonta ao século XIX.

A Coleção de Arte, iniciada no ano 2000, abrange várias gerações de artistas portugueses contemporâneos, bem como várias áreas e disciplinas da criação artística.

Património Documental:

 

O património documental começou a ser constituído em 1986 com o objetivo de salvaguardar, preservar, tratar e divulgar quer os arquivos das antigas empresas do sector elétrico que vieram a constituir a EDP em 1976, quer dos Serviços Municipalizados e Federações de Municípios nela integrados; tendo sido também incluídos arquivos pessoais ligados ao setor.

Posteriormente alargou a sua ação a outras áreas relacionadas com a arte contemporânea, procedendo à descrição dos catálogos das exposições de arte que tiveram lugar, a partir de 1991, no Museu da Electricidade e desde o ano 2005, na Fundação EDP.

Inclui várias tipologias documentais – documentos de arquivo, monografias, seriados, documentos iconográficos e audiovisuais, recursos eletrónicos e outros documentos de natureza diversa.

Os documentos de arquivo estão organizados pelos seguintes fundos documentais empresariais e pessoais:

093X: 093X - Telecomunicações Celulares, SA
A LODABI: A LODABI - Cooperativa Distribuidora de Energia Eléctrica
AES: AES - Aliança Eléctrica do Sul
CEAL: CEAL - Companhia Eléctrica do Alentejo e Algarve
CEB: CEB - Companhia Eléctrica das Beiras
CENEL: CENEL - Electricidade do Centro, SA
CEVE: CEVE - Cooperativa Eléctrica do Vale d'Este
CHENOP: CHENOP - Companhia Hidroeléctrica do Norte de Portugal
CLIG: CLIG - Companhia Lisbonense de Iluminação a Gaz
CNE: CNE - Companhia Nacional de Electricidade
CNVE: CNVE - Companhia Nacional de Viação e Electricidade
CPE: CPE - Companhia Portuguesa de Electricidade
CPIN: CPIN - Companhia Portuguesa de Indústrias Nucleares
CPPE: CPPE - Companhia Portuguesa de Produção de Electricidade, SA
CRGE: CRGE - Companhias Reunidas Gás e Electricidade
CTPI: CTPI - Consultores Técnicos para Projectos Internacionais
DESREAL: DESREAL - Desenvolvimento Regional de Albufeiras, SA
ECONOLER: ECONOLER - Sociedade de Eficiência Energética, SA
ED: ED - Eléctrica Duriense
EDALPRO: EDALPRO - Imobiliária, Ldª
EDINFOR: EDINFOR - Sistemas Informáticos, SA
EDP: EDP - Electricidade de Portugal, EP
EDP ÁGUAS: EDP Águas e Saneamento de Portugal, SA
EDP BRASIL: EDP BRASIL, SA
EDP COGERAÇÃO: EDP COGERAÇÃO - Produção de Electricidade e Calor, SA
EDP DISTRIBUIÇÃO: EDP DISTRIBUIÇÃO - Energia, SA

EDP Energia: EDP Energia, SA

EDP ENGENHARIA: EDP ENGENHARIA

EDP ESTUDOS E CONSULTORIA: EDP Estudos e Consultoria SA

EDP Gás GPL: EDP GPL - Comércio de Gás de Petróleo Liquefeito, SA
EDP IMOBILIÁRIA: EDP IMOBILIÁRIA, S.A.
EDP INTERNACIONAL: EDP Internacional, SGPS, SA
EDP PARTICIPAÇÕES: EDP Participações, SGPS, SA
EDP PRODUÇÃO: EDP Gestão da Produção de Energia, SA
EDP PRODUÇÃO BIOELÉCTRICA: EDP PRODUÇÃO BIOELÉCTRICA SA
EDP PRODUÇÃO EM: EDP PRODUÇÃO EM - Operação e Manutenção, SA
EDP RENOVÁVEIS: EDP Renováveis, SA
EDP RENOVÁVEIS BRASIL: EDP Renováveis Brasil, SA
EDP SERVIÇOS: EDP Serviços de Gestão de Frotas, Instalações e Logística, SA
EDP SERVINER: EDP Serviner -Serviços de Energia, SA
EDP VALOR: EDP VALOR - Gestão Integrada de Serviços, SA (SUBHOLDING
EDP Ventures: EDP Ventures, SGPS, SA
EHESE: EHESE - Empresa Hidroeléctrica da Serra da Estrela
EIE: EIE - Empresa Insular de Electricidade - Açores
EIF: EIF - Empresa Industrial do Freixo
EL: EL - Electra del Lima
ELEG: ELEG - Empresa de Luz Eléctrica da Guarda
EMM: EMM - Electro-Moagem do Marco
EMPRESA TÊXTIL ELÉCTRICA: Empresa Têxtil Eléctrica, Ldª
ENDIGE: ENDIGE - Sociedade de Empreendimentos e Gestão
EN: EN - Electricidade do Norte, SA
ENE: ENE - Empresa Nacional de Electricidade - Angola
ENEF: ENEF - Empresa de Energia e Fluídos, Ldª
ENERFIN: ENERFIN - Sociedade de Eficiência Energética, SA
ENERGIN: ENERGIN AZOIA
ENERNOVA: ENERNOVA - Novas Energias, S.A
ENERNOVA BRASIL: ENERNOVA, SA (BRASIL)
ENETRIC: ENETRIC - Agrupamento para a Energia Eléctrica, ACE
ESTADO

ETP: ETP - Empresa Termoeléctrica Portuguesa
FD - FERREIRA DIAS

FICE: FICE - Fundo Internel para a Cooperação Empresarial
FMDEP: FMDEP - Federação de Municípios dos Distritos de Évora e Portalegre
FMDFAR: FMDFR - Federação de Municípios do Distrito de Faro
FMRIBT: FMRIBT - Federação de Municípios do Ribatejo
FMTMAD: FMTMAD - Federação de Municípios de Trás os Montes e Alto Douro
Fundação EDP
GL: GL - Gaz de Lisboa
GNIE: GNIE - Grémio Nacional das Indústrias Eléctricas
HCB: HCB - Hidor Eléctrica de Cachora Bassa - Moçambique
HDN: HDN - Energia do Norte, SA
HEA: HEA - Hidro- Eléctrica de Arganil
HEAA: HEAA - Hidro-Eléctrica do Alto Alentejo
HEAC: HEAC - Hidro Eléctrica do Alto Catumbela- Angola
HEC: HEC - Hidro-Eléctrica do Coura
HECôa: HECôa - Hidroeléctrica do Côa
HED: HED - Hidro-Eléctrica do Douro
HEP: HEP - HidroEléctrica Portuguesa
HEZ: HEZ - Hidroelétrica do Zêzere
HICA: HICA - Hidroeléctrica do Cávado
HIDRINOR: HIDRINOR - Hídrica do Norte
HIDROBASTO
HIDROCENEL: HIDROCENEL - Energia do Centro, SA
HIDROeM: HIDROeM - Gestão, Operação e Manutenção de Centrais Eléctricas, SA
HIDROR: HIRORUMO - Projecto e Gestão, SA
HIDROT: HIDROTEJO - Hidroeléctrica do Tejo, SA
INTERNEL: INTERNEL Serviços de Consultadoria, SA
LABELEC: LABELEC - Estudos, Desenvolvimento e Actividades Laboratoriais, SA
LTE: LTE - Electricidade de Lisboa e Vale do Tejo, SA
MRH: MRH - Mudança e Recursos Humanos, SA
O&M: O&M Serviços - Operação e Manutenção Industrial, SA
OPTeP: OPTeP, SGPS, SA
PROET: PROET - Projectos, Engenharia e Tecnologia, SA
REN: REN - Rede Eléctrica Nacional, SA
RNC: RNC - Repartidor Nacional de Cargas
SALLES HENRIQUES

SÃVIDA: SÃVIDA - Medicina Apoiada, SA
SEFLOR
SEOL: SEOL - Sociedade Eléctrica do Oeste
SEUR: SEUR - Sociedade de Electrificação Urbana e Rural
SFRB: SFRB - Serviços Federados da Região de Basto
SHER: SHER - Sociedade Hidro Eléctrica do Revué - Moçambique
SLE: SLE - Electricidade do Sul, SA
SMGEP: SMGEP - Serviços Municipalizados Gás e Electricidade do Porto
SOFINA: SOFINA - Société Financière de Transports et d'Entreprises Industrielles
SOPREDE: SOPREDE - Sociedade de Administração e Construção Predial
SOPORGEN: SOPORGEN - Sociedade Portuguesa de Geração de Electricidade e Calor, SA
TER: TER - Termo Eléctrica do Ribatejo, SA
TERGEN: TERGEN - Operação e Manutenção de Centrais Termoeléctricas, SA
UEP: UEP - União Eléctrica Portuguesa
VALORÁGUA: VALORÁGUA - Água e Saneamento de Portugal, SA
 

Coleções do Património Energético:

Começaram a ser constituídas em 1998 com a recolha de equipamentos e peças que se encontravam dispersos por várias instalações da EDP com o propósito de preservar, conservar e divulgar um património histórico herdado das várias empresas de produção, transporte e distribuição de energia elétrica do país. A esta recolha acresce incorporações de outras peças provenientes de ofertas particulares e institucionais.  

As Coleções do Património Energético são: acção social, aparelhos de medida, contadores, electrodomésticos, electrónica, equipamento (Central Tejo), equipamento centrais hidroeléctricas, ferramentaria, iluminação, maquetas e protótipos, máquinas rotativas, material de comando, proteção e manobras, material de escritório, material de formação, material de intercomunicação, material de laboratório, material de laboratório escolas secundárias, material de prevenção e segurança, material de topografia, oficinas, património Vila Nova, quadros de comando, relés, reóstatos, transformadores, válvulas e  vestuário.

Coleção de Arte:

Estabeleceu-se o seu início cronológico de referência na década de 60 do século XX, uma época que corresponde a um período marcante de ruturas artísticas e que possui também o simbolismo de corresponder à data de criação da Companhia Portuguesa de Electricidade, empresa antecessora do grupo EDP.

A seleção das obras que constituem a Coleção de Arte privilegiou:

·         a aquisição de obras de artistas cuja relevância no panorama contemporâneo, nacional e internacional, torna incontornável a sua integração;

·         a integração de obras de artistas selecionados na programação expositiva da Fundação EDP;

·         a incorporação de artistas premiados ou selecionados no âmbito dos prémios atribuídos pela Fundação EDP.

A Coleção tem sido aumentada e enriquecida ao longo dos anos. Uma das incorporações mais significativas passou pela aquisição da Coleção Pedro Cabrita Reis, em 2015: um dos acervos privados que – com 388 obras de 74 artistas - melhor retrata a geração de artistas que emergiu em Portugal na última década do século XX e na primeira do século XXI.

Com mais de 1300 obras, na Coleção de Arte Fundação EDP estão representados mais de 250 artistas portugueses tanto de reconhecido perfil histórico, quanto de significativa relevância ao nível dos processos de consolidação em meio de carreira, quanto ainda um significativo conjunto de valores emergentes em processo de afirmação e de internacionalização.